• Texto mais visitado
  • Adoração
  • Finanças Pessoais
  • Paz e Vida

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

O que fazer com os traidores?


Eu vivi dias difíceis. Momentos de incerteza há um certo tempo. Isso me deu uma maturidade que achava que não tinha, não entrarei em detalhes aqui, mas isso me fez refletir e após um momento de oração deparei-me com o salmo 55.


Logo no primeiro verso tive uma resposta de Deus às minhas suplicas. Davi pede a Deus para que Ele ouça a sua oração,  é um pedido desesperado de alguém que orou e parece que Deus não respondeu.

Quantas vezes nos sentimos assim? Parece que o Senhor não está nos ouvindo?

No verso 12 Davi relata o seu problema. Sua tristeza é que não foi um inimigo que afrontou ele, se fosse isso ele suportaria. Nem foi alguém que odiava ele que se levantou para aflingi-lo, pois se o fosse ele esconderia-se, aqui já aprendi duas lições com o rei: Suporte o inimigo e fuja de quem odeia você!

Então no 13 ele esclarece, doeu porque foi meu companheiro, meu amigo íntimo,  que andava comigo, que sorria comigo, que ia pra a igreja comigo, por isso que doeu nele.

Talvez você esteja passando uma situação de traição como Davi, eu sei que doeu nele, porque vi o quanto doeu em mim, eu me acostumei a ser atacado por várias pessoas e isso não me doía mais, me acostumei a críticas e julgamentos de pessoas que não me conhecem, mas sinceramente, não me preparei para traições de pessoas próximas e minha experiência nesta área foi muito dolorosa, inicialmente pensei em desistir de tudo, depois em me levantar contra quem me traiu, como qualquer um no meu lugar faria, porém, o evangelho pregado em mim dizia: Perdoa.

 A resposta de Deus para Davi e também para nós está no verso 22:

Confia os teus cuidados ao Senhor,  e Ele te susterá, Deus jamais permitirá que você seja abalado.

Em meio a toda essa circunstância, Deus está sustentando você, e pode ter certeza que essa experiência é um treinamento que Deus está lhe proporcionando para fazer de você uma pessoa melhor.


terça-feira, 5 de agosto de 2014

De volta ao Ainda Existe Paz!

Oi gente, Graça e Paz para todos, mais uma vez estou de Volta ao Ainda Existe Paz depois de muito tempo sem postar, pretendo voltar as velhas boas práticas de compartilhar aquilo que o Senhor fala comigo e que fazem diferença para mim e com certeza fará na vida de outras pessoas mundo adentro.

Muitas Coisas mudaram em minha vida desde as últimas postagens e isso é algo que neste post não terei condições de expor, aos poucos vou pontuar as mudanças e Deus nos guiará nessa nova jornada rumo ao compartilhamento de experiencias espirituais que o Espírito Santo nos dá de tempos em tempos.

Recordo-me agora de como o Ainda Existe Paz nasceu. Eu fiz uma viagem de seis horas para ver os meus pais em 2008 e em meio a diversos pensamentos surgiram alguns textos em minha mente, algumas reflexões que eu registrei ali mesmo no ônibus, digitei ao chegar em casa e se tornaram os primeiros artigos do AEP. Neste mesmo tempo ardia em meu coração uma chama viva de uma chamada ministerial, isso era algo muito distante naquela época, mas, hoje, realidade, o Senhor ungiu-me Pastor.




Um sonho que parecia distante. Durante muitos anos eu falava e repetia e almejava ser ungido pastor, eu dizia a todos que meu sonho era ser pastor, mas na minha denominação as coisas não são rápidas assim, e era projeto de Deus, eu prego a palavra de Deus há doze anos, fui achado por ele há 14 anos e em 2001 se você me perguntasse o que eu queria ser te diria: Pastor.

Mas o trabalhar de Deus em nossas vidas não é do jeito que queremos, nem no tempo que queremos, é no tempo de Deus e aquele menino que entrou no gabinete do seu pastor, Josias Aureliano da Silva, este homem de Deus da foto acima e disse que queria ser pastor, recebeu da parte de Deus através dele uma recomendação: Você pode fazer outras coisas da vida e ganhar vidas para Cristo! Era um cuidado de um pastor com sua ovelha, era um direcionamento de Deus para um jovem menino que tinha um sonho e estava muito entusiasmado achando que seria simples alcançá-lo.

Passaram-se 11 anos, e aquele menino sofreu muitas mudanças em sua vida, mas, finalmente no dia 03 de Outubro de 2013 foi ordenado Pastor na mesma igreja onde se encontrou com Cristo, pelo mesmo pastor que o viu nascer em Cristo.

Hoje quero ministrar sobre a tua vida a vivificação das promessas de Deus na tua vida. Demorou pra mim, mas pra o Senhor foi no tempo certo, na tua vida algo pode estar demorando, mas isso não quer dizer que não vá acontecer, Deus com certeza cumprirá as suas promessas, espere em Deus e você não será envergonhado, Ele agirá e você chorará de alegria em sua Presença!

Este Artigo foi publicado pelo Blog www.aindaexistepaz.com, se você está lendo este artigo em outro blog, informe-nos através de nosso formulário de contato.

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Ministrando em São Gonçalo

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Pregando na Nova Aliança no Tomba em FSA

Noite maravilhosa ministrando a palavra do Senhor.

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Pregando na Congregação Vilarejo

Cuide da obra de Deus, que Ele cuida de você.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Minha Ordenação a Pastor!

















Dia de muita alegria, aguardado, sonhado, prometido e cumprido. O Senhor me chamou para o Ministério da palavra no ano 2001, e ministrei muitas vezes de lá para cá, sempre aguardando a promessa de ser ordenado Pastor oficialmente, houveram dias em que pensei que isto nunca iria acontecer, mas, o que Deus promete ele cumpre, finalmente dia 03 de Outubro de 2013, fui ordenado Pastor Valney Ribeiro Júnior, na mesma igreja onde Jesus me salvou, na Primeira Igreja Batista em Cruz das Almas, Bahia. Sendo a partir desta data ministro do Senhor, pela Ordem dos Pastores Batistas do Brasil.

domingo, 15 de setembro de 2013

Ministério: Chamado ou Profissão? Russell Shedd