• Texto mais visitado
  • Novidades
  • Canal Youtube
  • Podcast
  • Paz e Vida
  • Sobre o Autor

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Como Rebeca: Eu Vou!

rebeca
Esta palavra eu recebi do Espírito Santo no meu trabalho, estava lendo semanas atrás o livro de Gênesis e fiquei muito tocado com o capítulo 24, onde Abraão ordena ao seu melhor servo que vá a cidade de Naor e busque entre sua parentela uma mulher para seu filho Isaque. O servo vai a Naor e chegando próximo da cidade ele ora ao Senhor e pede que o ajude a encontrar uma boa mulher para seu Senhor. Como prova ele pede a Deus que envie uma moça que venha com um cântaro na mão e lhe dê a beber água e ainda mate a sede de seus camelos, minutos depois aparece Rebeca, com um cântaro sobre os ombros, ela desce e dá água para o servo e seus camelos e aqui já começo a aplicar o que o Senhor fala ao meu coração inicialmente nesta mensagem: Deus tem vitórias preparadas para aqueles que são sensíveis a sua voz!
Rebeca foi sensível ao Espírito de Deus pois por divina revelação, mesmo que inconsciente, ela fez exatamente o que o servo de Abraão havia pedido a Deus que a sua escolhida fizesse, como um sinal de que esta era a melhor mulher para Isaque. Ao se alegrar muito com o feito de Rebeca, o servo dá pulseiras de ouro a ela e um pendente como recompensa, logo em seguida se inclina e adora ao Senhor ao descobrir que Rebeca era filha de Naor, ou seja, parente de Abraão, perfeita em todos os aspectos para preencher a função de esposa de Isaque. Outra mensagem importante que podemos aplicar aqui é: O Senhor reponde as nossas orações!
O mais tocante para mim foi

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

O Senhor nos Livrou!


Semana passada eu resolvi fazer uma campanha de 7 dias de jejum para Deus com o propósito de estar disponível para Ele me usar como instrumento em suas mãos, encerrada a campanha fui convidado para pregar na minha igreja ontem pela manhã e à noite na Igreja Deus é fiel. O fato é que à noite enquanto me dirigia à Igreja senti o Espírito Santo falar comigo no caminho para eu ter cuidado pois havia um espírito de acidente querendo seifar vidas à frente. Fiquei temeroso, reduzi a velocidade da moto e não falei nada com minha esposa para não a deixar assustada, porém ela também percebeu em seu espírito que havia algo errado. Fomos adiante pegamos um atalho pelo qual