• Texto mais visitado
  • Novidades
  • Canal Youtube
  • Podcast
  • Paz e Vida
  • Sobre o Autor

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Abraão, o pai da fé!


Gênesis 24:1 - Abraão já era velho, de idade bem avançada, e o Senhor em tudo o abençoara!

Me pus estes dias a buscar de Deus baseado na vida de Abraão, e me maravilhei com os resultados obtidos. Tomei como base inicialmente a Bíblia Sagrada, mas me debrucei também sobre a História dos Hebreus segundo Flávio Josefo e obtive algumas informações desconhecidas para mim que enriqueceram o resultado final da pesquisa.


A cidade onde Abrão vivia é chamada, Ur dos Caldeus, acontece que o irmão de dele, Harã, morreu e seu pai Terá, após este trágico ocorrido mudou para as bandas de Canaã, chegando a habitar num local chamado também de Harã. Os parentes e vizinhos de Abrão, adoravam a vários deuses, herança que receberam dos Caldeus e dos costumes da época onde era comum a adoração diversificada a divindades específicas para cada situação da vida. Segundo Josefo, Abrão foi o primeiro homem de sua época a se dedicar ao estudo da astrologia e nesta busca por informações sobre o sol, a lua e as estrelas ele chega a conclusão que teria que haver um Deus criador de todas essas coisas, um Deus supremo que sustentasse o firmamento e fizesse todos os dias o sol nascer e se por, e nessa busca ele se depara com o Senhor que fez o Céus e a Terra, adorando-lhe e abandonando os deuses de seus pais e do povo ao seu redor e dedicando-se exclusivamente a adorar aquele novo Deus que descobrira.

Josefo afirma e creio em sua versão, é uma escolha teológica minha, que Abrão começa então a anunciar acerca deste Deus, e as pessoas ficam enfurecidas contra ele, porque afirmava que o Deus criador era superior aos demais deuses e assim entramos na história Bíblica do capítulo 12 de Gênesis, onde Deus ordena que ele saia de sua terra e de sua parentela, porque o povo queria matar Abrão após a divulgação de sua nova fé. 

Ao sair de Harã, Abrão leva consigo sua esposa, seus bens, e seu sobrinho Ló, filho de Harã que tomou Abrão como uma figura de pai, após a morte do seu progenitor. Então Abrão sai debaixo de uma poderosa promessa de Deus que levaria certo tempo para se cumprir, mas, que estava nos planos do Senhor, porque disse o Senhor: Farei de Ti uma grande Nação, Engrandecerei o teu nome e abençoarei os que te abençoarem, mas, amaldiçoarei os que te amaldiçoarem.

As lições que aprendi ao meditar na história do Pai da Fé Abraão, são diversas, e são assunto para outra postagem, mas, quero encerrar estas breves palavras apenas declarando ser esse o motivo pelo qual Abrão é conhecido como o Pai da Fé, pela ousadia que teve de buscar o único Deus, ouvir sua voz, obedecer sua voz e receber promessas e o cumprimento delas das mãos do Senhor, sendo o primeiro a adorar em sua época a um único Deus.

Então hoje aprendamos com a Abraão a buscar o Senhor, para que possamos ouví-lo, receber d'Ele promessas, e num tempo oportuno o cumprimento delas.

Este Artigo foi publicado pelo Blog www.aindaexistepaz.com, se você está lendo este artigo em outro blog, informe-nos através de nosso formulário de contato.