• Livro Impresso Em Laços Da alma
  • Ebook Fidelidade
  • Ebook Volta pra Casa!
  • Ebook O Chamado
  • Ebook Reino de Deus
  • Ebook Sede Prosperos
  • Novidades

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Laços de Alma

Há um inimigo silencioso atacando à vida de milhares de pessoas em todo o mundo, sempre que nós cristão defendemos à prática do sexo apenas para as pessoas devidamente casadas, somos mal compreendidos e motivo de zombarias, mas através deste livro serão apontadas diversas razões pelas quais o Senhor Deus proíbe à prática do sexo entre duas pessoas não casadas. Numa pesquisa divulgada no jornal argentino El Clarín, o Brasil foi apontado como o segundo país onde mais se pratica sexo no mundo, ficando atrás apenas dos gregos. Se este dado se referisse apenas aos casados, não teríamos nenhum problema com isto, segundo o site “ativosaúde.com” a prática do sexo beneficia o ser humano levando oxigênio e nutrientes para o corpo inteiro através do relaxamento, faz bem ao cérebro e aos músculos, o sono fica melhor, a sensação interna de paz contribui para todas as áreas da vida. No dia à dia é comprovado que pessoas que mantém prática sexual com frequência reduzem à ansiedade e os sintomas depressivos. Por outro lado não se pode comprovar que ficar sem sexo prejudica à saúde.  Sabemos que à maioria dos relacionamentos sexuais são de práticas de fornicação (pessoas não casadas) e um grande número de adultério por parte do homens e das mulheres. Estes pecados trazem sérias consequências para a vida espiritual, psicológica e muitas vezes física.

  O apóstolo Paulo escrevendo à Timóteo chamou atenção para à dificuldade que à igreja do Senhor enfrentaria nos últimos tempos, pois os homens seriam amantes de si mesmos, apegados ao dinheiro, julgadores de fatos e pessoas pela aparência, soberbos, blasfemos, desobedientes aos pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto sexual natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos e mais amigos dos deleites do que amigos de Deus (2 Timóteo 3:1-4). É para esta geração que eu escrevo, sabendo que já estamos na última hora (1 João 2:18), com a esperança de alcançar aqueles que amam a Deus e querem sair dos laços do pecado.

Atração sexual não é pecado e não está no homem por causa do erro de Adão e Eva, basta olhar para à natureza que percebe-se que todos os animais possuem atração sexual por instinto, ligado à perpetuação da espécie. Vários seres possuem  rituais de acasalamento, outros disputam quase até à morte por uma fêmea que esteja em período propício, com isto percebemos que não há nada de errado na atração sexual, é ela que impulsiona os seres à buscarem um parceiro para a vida.   Semelhante aos animais, os homens possuem o impulso sexual, mas com um diferencial que deve nos destacar dos demais seres, somos racionais, dotados de inteligência, dádiva que o Senhor deu a nós seres humanos para que dominemos sobre todos os animais (Gênesis 1:26). No reino animal existem animais fiéis à sua parceira como: os periquitos, os castores que só contraem novo parceiro em caso de morte, o cisne tão usado para simbolizar o amor, as corujas e as águias da espécie careca. Se animais irracionais conseguem ser fiéis a seus parceiros, porque nós seres humanos, feitos para dominar sobre eles não devemos ser?  Ao observar o comportamento dos cachorros, percebe-se um comportamento diferente, há uma total infidelidade, será o ser humano semelhante a um cachorro ou um cisne?
“Deste modo sobreveio-lhes o que por um verdadeiro provérbio se diz: O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadoiro de lama” (2 Pedro 2:22).
  O cão voltou! Uma pessoa que professa o nome de Jesus Cristo e se torna seu servo, mas pratica pecados sexuais, terá esta frase falada no reino espiritual sobre à sua vida: O cão Voltou! Esta expressão significa que no passado a pessoa tinha esta prática, após a conversão por um período abandonou o pecado, mas agora retornou à vida promíscua. Uma porca que foi lavada e voltou à lama é o outro exemplo dado para exemplificar as pessoas que voltam para à vida entregue à iniquidade.
          Talvez você questione: Mas pastor nós somos pecadores? Sim, ainda cometemos erros, mas é possível abandonar os pecados sexuais, o Senhor nunca nos desampara na hora das tentações, ele fez uma promessa de que nos ajudará sempre nestes momentos de fraqueza:
Não veio sobre vós tentação, senão humana, mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar” (1 Coríntios 10:13).


Deus não só acompanha nosso processo de tentação, como também nos ajuda a vencer, isto se a nossa intenção é realmente vencer, pois alguns querem mesmo o pecado:
“Geralmente se ouve que há entre vós prostituição tal, qual nem ainda entre os gentios, como é haver quem abuse a mulher do seu pai” (1 Coríntios 5:1).
          Há uma palavra grega que define a maioria dos pecados sexuais: Porneia. Cada palavra grega contida no Novo Testamento possui diversos significados chamados semânticas. As semânticas da palavra porneia são: Adultério, relação sexual ilícita, fornicação, homossexualismo, lesbianismo, bestialidades, incestos e relação sexual com uma pessoa divorciada que traiu o cônjuge. Satanás tenta os cristãos através do sexo, mas a decisão de praticar o pecado é do homem. Deus não culpa o diabo pelos nossos pecados, mas culpa aquele que peca: “A alma que pecar, essa morrerá” (Ezequiel 18:20a). No texto acima, Paulo denuncia os cristãos de Corinto a estarem cometendo pecados sexuais e a realidade da igreja nos dias atuais não é diferente, ouve-se desde jovens que namoram e praticam sexo, à casais mais experientes que não esperam o matrimônio. Infelizmente há muitos casos também de pessoas que se envolvem sexualmente com mais de uma pessoa nas igrejas.
  Os envolvidos não são falsos cristãos, em muitos casos são pessoas envolvidas nas atividades da igreja, assíduas nos cultos e entendidas das escrituras, mas que não conseguem dominar-se na área sexual. Há uma outra palavra grega para os pecados sexuais: μοιχεία, Moicheia ou Moichao. Tem o mesmo significado de porneia, a diferença é que porneia envolve vários tipos de relações sexuais ilícitas e moicheia está mais ligado a relação de um homem com a mulher do próximo, ou de uma mulher com um homem de outra, bem como de uma pessoa casada com uma pessoa solteira.
          Na esfera espiritual as consequências da porneia e da moicheia são devastadoras, mas da moicheia ainda piores. No tempo de Jesus como homem aqui na Terra, os fariseus trouxeram uma mulher apanhada no ato de adultério e pelo costume antigo, baseado na Lei, ela deveria ser apedrejada. Preciso explicar que este ato era raro de ser praticado no tempo de Jesus. Após o exílio do cativeiro da Babilônia os israelitas não praticavam mais com frequência o apedrejamento de adúlteros, mas eles queriam mesmo experimentar Jesus e fazê-lo perder a imagem de misericordioso por conduzir um apedrejamento como rabino. 

O que define-se como laço de alma é uma ligação entre duas pessoas que pode influenciar a área emocional, física e também espiritual. Todos temos laços de alma, de uma maneira geral firmamos laços com nossa família, com nossos melhores amigos, com pessoas que marcam as nossas vidas e nos envolvem emocionalmente. O laço de alma, foi criado por Deus para ser algo positivo em nossas vidas, mas por causa da entrada do pecado no mundo, tudo se deturpou e o inimigo passou a utilizar os nossos laços para trazer prejuízos para nós. O laço de alma traz o benefício de manter uma pessoa muito ligada a outra, como a relação entre pais e filhos por exemplo, os nossos familiares não são para nós pessoas comuns, exatamente pelo histórico de contato mútuo desde o nascimento. Há inegavelmente, um elo de alma que nos une aos nossos parentes de maneira ímpar.
  A forte amizade entre Jônatas e Davi é um exemplo de como um laço de alma influencia as nossas vidas: “E sucedeu que, acabando ele de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a alma de Davi e Jônatas o amou como à sua própria alma” (1 Samuel 18:1).  


Há muitas pessoas que estão presas espiritualmente e emocionalmente, a relacionamentos que tiveram no passado e o livro Em Laços de Alma, as ajudará a se libertarem. Compre o E-book via PagSeguro no link abaixo. O formato impresso estará disponível em 20 de Março de 2018.





0 comentários:

Deixe seu comentário...

Ainda Existe Paz, Levando você à Presença de Deus. Leia nossos artigos e se edificar a sua vida compartilhe conosco deixando um comentário. Escreva no campo em branco, escolha seu modo de identificação (Nome/url=seu nome e seu site; anônimo=não exibir seu nome e etc.) e clique em postar.

As mais acessadas: